Derramou seu sangue ...

"Eu vos amei o suficiente para tornar-me um de vós"




"[...]Quais são os frutos do pecado? Pide na sarça da humanidade e sinta aguna cardos. Vergonha. Medo. Desgraça. Desânimo. Ansiedade. Já não estiveram nossos corações cheios desses cardos?






No entanto, isto não aconteceu ao coração de Jesus. Ele nunca foi atingindo pelos espinhos do pecado. O que você e eu enfrentamos diariamente, Ele nunca conheceu. Ansiedade? Ele nunca se preocupou. Culpa? Ele nunca foi culpado! Medo? Ele nunca saiu da presença de Deus! Jesus nunca provou estes frutos do pecado... até se tornar pecado por nós.









E quando o fez, todas as emoções do pecado vieram sobre Ele como nuvens na floresta. Ele sentiu ansiedade, culpa e solidão. Dá pra sentir a emoção em sua oração? "Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?" (Mt 27.46) Estas não são as palavras de um santo. Este é o apelo de um pecador.















E esta é uma das mais notáveis partes de sua vinda. Mas posso pensar em algo ainda maior. Quer saber? Quer saber o mais interessante sobre sua vinda?




Não é que aquEle que pendurou as galáxias abandonou sua condição para pendurar batentes de portas para o desgosto de um cliente carrancdo que queria tudo para ontem, mas não podia pagar nada até amanhã.




Não é que Ele, em um instante, passou de total independência a ter necessidade de ar, comida, bacia de água quente com sais para os seus pés cansados e, mais do que tudo, precisando de alguém - qualquer pessoa - que estivesse mais preocupada com o local onde passaria a eternidade do que onde gastaria o salário do próximo mês.




Não é que Ele manteve o controle enquanto os doze melhores amigos que tivera sentiram o calor e fugiram da cozinha. Ou que Ele não ordenou aos anjos que imploravam: "Ó Senhor, apenas acene. Uma palavra e estes demônios serão literalmente fritos."




Não é que Ele recusou-se a defender a si mesmo quando culpado por todos os pecado de todas as pessoas desde Adão. Ou que ficou em silêncio enquanto milhões de veredictos de culpa ecoavam no tribunal do céu, e o doador da luz era abandonado na fria noite dos pecadores.




Nem mesmo que, após três dias em um buraco escuro, Ele se levantou em um lindo nascer do sol com um sorriso, glorioso, e questionando o humilhado Lúcifer - "Isto é o melhor que você pode fazer?"







Isto foi incrível, incrível.




Mas você quer saber a parte mais notável sobre aquEle que trocou a coroa celestial pela coroa de espinhos?




É que Ele fez isso por você. Somente por você. "









Ele Escolheu Os Cravos - Max Lucado




Por Lorrane Firmino

1 000000 de Pessoas Comentaram:

Anna de Cássia disse...

confesso, eu chorei! mto mto mto perfeito esse texto! vou até copiar pra postar no meu blog depois :DD'

Postar um comentário

Não poupe seu teclado, comente e seja feliz :D