[assisti] Querido John

Elenco: Channing Tatum, Amanda Seyfried, Henry Thomas, Richard Jenkins, Scott Porter, Luke Benward.
Direção: Lasse Hallström
Gênero: Romance
Duração: 102 min.
Distribuidora: Sony Pictures
Sinopse: Baseado no romance de Nicholas Sparks, Querido John conta a história de John Tyree (Channing Tatum) e de Savannah Curtis (Amanda Seyfried). Durante sete tumultuosos anos, o casal é separado pelas missões cada vez mais perigosas de John. Apesar de se encontrarem apenas esporadicamente, o casal mantém o contato por meio de uma enxurrada de cartas de amor. Essa correspondência acaba por provocar uma situação com consequências nefastas.






Pra começar, graças à minha mãe, tive que assistir dublado.
Superestimei o filme. Como não li o livro, não sabia o que esperar. Mas só de assistir, perdi a vontade de ler.
Aos 57 minutos, estava pedindo a Deus para que acabasse logo.
Para mim, se resume a chato e superficial.

P.S.: Gosto da Amanda Seyfried, mas, por favor, em seu próximo filme, não a deixem cantar. Principalmente em notas agudas.

P.S. 2: Preferia que tivessem colocado o Jensen Ackles no lugar do Channing Tatum.

P.S. 3: Não há um P.S.3.

Por Thaísa Farias.

2 000000 de Pessoas Comentaram:

Srta. Bibliófila disse...

Pra começar, se depois de tudo o que Thaísa escreveu você quer ler / assistir Querido John, não leia o meu comentário. Contém spoilers.
Enfim, eu li o livro. O teria considerado razoável se eu não tivesse lido Um Ano Inesquecível, também de Nicholas Sparks... Repetitivo demais. Em suma, as histórias são isso: Menino-irresponsável-se-apaixona-por-menina-boazinha-e-tenta-ser-uma-pessoa-melhor; aprende-muito-com-ela, mas-não-fica-com-ela-no-final. Minha coordenadora disse que chorou lendo o livro (e o filho dela também), mas, enfim, eu nem queria que os dois ficassem juntos mesmo! Não sei com qual personagem me irritei mais. Só gostei um pouquinho de Tim. Não, não gostava, eu tinha pena dele. É que Savannah e ele foram feitos um para o outro. Mas não, ela fica gostando de John. Pra quê? John, que prefere servir ao exército americano depois da farsa do atentado às Torres Gêmeas, do que voltar pra ela. Aí eles ficam tendo esse relacionamento agonizante. Ah, e eu adivinhei o final. Eu não assisti o filme, queria assistir só porque gosto de assistir adaptações, mas depois dessa, sei não...
Sim, Nicholas Sparks é superestimado. Não, eu não vou perder meu tempo lendo A Última Música- livro com o qual o filho da coordenadora também chorou. Na verdade, acho que vou começar a perguntar a ele quais livros ele leu e gostou (para eu não ler). Não, não leia Querido John, Thaísa. E parabéns pela coragem de falar tão mal de um autor tão apreciado (eu queria ter essa coragem para falar de um livro específico)... Sim, eu também prefiro assistir os filmes legendados.
Não, eu definitivamente não poupei meu teclado. ;)

thaísa disse...

Rá! Pois é. Tive pena da Savannah (acho que mais pelo fato de ter sido a Amanda Seyfried quem interpretou, mas enfim).

Assiste pra comparar. Mas já sabe o que acho do filme, uh?

kkkkkk Ah, sim, a tal coordenadora. Pois é, as pessoas que têm aula com ela me dizem as "aulas" que ela dá, sabe?
Mas, peraí, chorar lendo isso?
Aposto que ela acha Stephenie Meyer uma excelente escritora ¬¬

Postar um comentário

Não poupe seu teclado, comente e seja feliz :D